Fone
(51) 3594.8251 / (51) 82061212
Endereço
Av. Bento Gonçalves, 3058
Novo Hamburgo - RS - Brasil
Artigos
  

Bioquímica da Saúde

É possível conquistar vitalidade em nosso contexto de vida?

Os sintomas físicos que as pessoas apresentam, inclusive considerados “comuns” pela maioria, como cansaço, insônia, dor de cabeça, irritação, falta de ânimo, excesso de peso, perda da capacidade intelectual, baixa imunidade e outros, são decorrentes de um desequilíbrio bioquímico celular. Desequilíbrio este, que se dá devido ao estresse diário e aos agentes poluentes aos quais estamos cada vez mais submetidos através do ar que respiramos, da água que bebemos e até dos alimentos empobrecidos pela má qualidade do solo e uso abusivo de agrotóxicos.

Na nutrição ortomolecular, chamamos estes sintomas físicos de marcadores negativos da qualidade de vida. São provocados por um intenso estresse oxidativo celular, que é gerado por um grande volume de radicais livres e toxinas que comprometem as atividades vitais das nossas células. Talvez você nunca tenha ouvido falar que a cada segundo acontecem cerca de 30.000 reações bioquímicas no nosso organismo!

É importante salientar que nenhuma reação bioquímica ocorre no corpo humano sem ser catalisada por uma ou mais enzimas. Nenhuma enzima, por sua vez, age cataliticamente sem a presença de seus co-fatores metabólicos – algum tipo de vitamina e um ou mais íons de minerais. Quanto mais estresse e toxinas ambientais, maior a dificuldade das reações bioquímicas serem estáveis. E quando sobrecarregado, o nosso organismo necessita um aporte ótimo de nutrientes, vitaminas e minerais, para equilibrar o desgaste químico. Se estas reações enzimáticas forem bloqueadas ou dificultadas, o resultado são as PATOLOGIAS, antecedidas normalmente pelos sintomas físicos indesejados.

Elementos

A bioquímica da saúde depende de uma boa atividade enzimática do organismo. Esta atividade depende da qualidade da dieta, da correta digestibilidade dos alimentos e absorção dos nutrientes, da eliminação plena dos resíduos metabólicos, além de um bom aporte de água, fibras e oxigênio. Vitaminas e minerais também são essenciais, e complementados pelo movimento físico e um ótimo sono fisiológico.

Quando oferecemos às células os elementos necessários ao seu metabolismo, elas apresentarão condições de produzir energia, fabricar substâncias vitais, controlar a produção dos radicais livres e agir nos mecanismos de reparo celular e de vigilância imunológica.

A maior contribuição da nutrição ortomolecular é o resgate da excelência da qualidade de vida. Esta conquista se dá pelo uso racional de substâncias e nutrientes (minerais, vitaminas, aminoácidos, enzimas, etc..) que recuperam a atividade de alto valor biológico dos alimentos integrais, perdida em função do manejo inadequado de plantas e animais, tanto pela agroindústria como pela indústria de transformação dos alimentos.

Todo processo de reconstrução do equilíbrio orgânico requer um período mínimo necessário, em torno de três meses, pois não se trata de uma questão meramente filosófica, mas bioquímica e biológica.

Este procedimento não deve ser feito apenas na idade avançada, mas deve estar na base de uma programação gestacional, na infância, adolescência e na fase adulta, possibilitando, deste modo, a manutenção da boa herança genética de cada um de nós dentro do nosso contexto de vida atual!

  
Desenvolvido por Pág1