Fone
(51) 3594.8251 / (51) 82061212
Endereço
Av. Bento Gonçalves, 3058
Novo Hamburgo - RS - Brasil
Nutrição Ortomolecular
  

Voltar

Lista de Minerais | Iodo

Conhecido por agir sobre a glândula tireóide, o iodo foi adotado pelo governo de Michigan, nos Estados Unidos que determinou sua adição ao sal de cozinha após constatar a incidência de bócio em 47% da população em 1924. Mais tarde esta medida também foi adotada em outros países, inclusive no Brasil.

Quando em excesso, o iodo é associado à hiperatividade e ao hipertireoidismo.

A Importância do iodo para a saúde:

  • fundamental para o funcionamento da glândula tireóide
  • auxilia na queima do excesso de gordura
  • promove o crescimento normal nas crianças
  • aumenta a vitalidade do organismo
  • é importante auxiliar na promoção da saúde do cabelo, unhas, pele e dentes
  • aumenta as propriedades antiinflamatórias e capacidade de cicatrização
  • melhora a lentidão nas reações mentais
  • protege contra os efeitos tóxicos dos materiais radioativos
  • alivia a dor e os sintomas associado à mastopatia fibrocística
  • útil como mucofluidificante
  • útil como antisséptico de pele
  • útil no tratamento de alguns estados depressivos, ligados ao hipotireoidismo

Fontes alimentares do iodo:

Os frutos do mar, animais e vegetais marinhos são as melhores fontes de iodo.

Alimentos crucíferos como repolho, couve-flor, couve-de-bruxelas, brócolis, ruibarbo e outros podem proporcionar proteção contra o câncer, porém contém substâncias que são bociogênicas e podem causar hipotireoidismo devido à sua ação antagônica ao iodo.

A reposição simples de iodo reverterá esta situação, porém deveremos observar a restrição dietética de crucíferas visto que causam aumento da formação de anticorpos antitireoidianos antiTPO, antitireoglobulinas e antimicrosomais, geralmente acompanhados de uma elevação de TSH para níveis dentro da normalidade porém acima do esperado para a mesma faixa etária. 

As principais fontes de iodo são:

algas marinhas, frutos do mar, (moluscos, lagostas, sardinhas, bacalhau, vegetais marinhos), cebola e sal iodado.

Voltar

 

  
Desenvolvido por Pág1