Fone
(51) 3594.8251 / (51) 82061212
Endereço
Av. Bento Gonçalves, 3058
Novo Hamburgo - RS - Brasil
Nutrição Ortomolecular
Indique este texto para seus amigos  

O que a ortomolecular faz por você

A nutrição ortomolecular consiste na reposição de minerais, vitaminas, aminoácidos e enzimas. Estas substâncias biologicamente ativas proporcionam uma nutrição celular ótima, capaz de destruir as reações químicas oxidativas que geram os radicais livres - substâncias extremamente agressivas às nossas células.

As deficiências nutricionais de uma dieta desbalanceada, somada a outros fatores como poluentes ambientais e estresse geram sintomas como cansaço, dores inexplicáveis, insônia, distúrbios do humor, e inúmeros sintomas considerados “comuns”, mas já decorrentes da má nutrição celular. Estas sensações acabam levando a maiores oxidações celulares e tornando-se a causa primeira das doenças.

Na medida em que compreendemos melhor como funciona nossa bioquímica, assim como os componentes biomoleculares dos nossos tecidos, vamos compreendendo a importância de uma ótima suplementação de nutrientes.

Nosso corpo realiza cerca de 35 mil reações químicas por segundo, e isto requer a presença adequada de minerais, vitaminas, enzimas, aminoácidos, lipídeos e glicídios.

O mais importante é preservar a integridade e a saúde da célula, independente de onde esta célula estiver.

A farmacologia da saúde (reposição dos nutrientes) resgata a excelência nutricional corrigindo os desequilíbrios nutricionais de cada pessoa. Os nutracêuticos (nutrientes com propriedades terapêuticas na forma de suplementos) são considerados reguladores funcionais e curativos. Quanto mais nutrientes, menor a necessidade de medicamentos, pois o organismo, suprido dos repositores metabólicos, equilibra seus órgãos e sistemas.

Indicativos

Você possui deficiências nutricionais? Observe os principais sintomas que podem ser indicativos importantes:

  • Baixa vitalidade (cansa fácil) e sonolência durante o dia (metabolismo lento)
  • Fome – belisca a toda hora ou logo sente necessidade de comer
    novamente, compensa as ansiedades e frustrações com comida
  • Ânimo – é “difícil” acordar, gostaria de deixar tudo para depois...
  • Humor – mau humor, irritação ou humor oscilante
  • Má qualidade do sono – dificuldade de pegar no sono ou acorda cedo e não consegue mais dormir
  • Dor de cabeça – frequentes e associadas à tensão muscular
  • TPM – irritação, inchaço, emotividade excessiva
  • Memória muito falha
  • Queda de cabelo, aparência de seco e/ou quebradiço
  • Unhas quebradiças
  • Estômago incha fácil, constipação intestinal
  • Imunidade deficiente – fica resfriado constantemente, apresenta alergias de repetição, infecções, debilidade orgânica, psoríase, herpes, etc.

Suplementação

Muitos se perguntam se a dieta não é o suficiente para suprir carências nutricionais. Segundo numerosos estudos realizados nos últimos 20 anos, mesmo a população dos países desenvolvidos tem sido progressivamente submetida a uma carência de sais minerais. Este fato decorre de diversas causas conforme você pode conferir em Por que nos faltam sais minerais?

Os minerais e vitaminas presentes no organismo, em quantidade balanceada, são de vital importância para os processos metabólicos; para o bom aproveitamento de carboidratos, gorduras e proteínas, assim como para a absorção dos próprios minerais essenciais à manutenção da saúde e da vida.

Daí a necessidade de se fazer uma correta suplementação de nutrientes.

A grande dificuldade, porém, é sabermos quais os minerais que estão deficientes, quanto de cada um é necessário repor para a obtenção do balanceamento adequado.

Não podemos esquecer que não só as deficiências são danosas ao organismo, mas que também o seu excesso pode trazer graves consequências. As fórmulas minerais prontas dificilmente irão atender as necessidades individuais em uma população.

Se as deficiências são individuais, as reposições também deverão ser feitas de acordo com as características de cada pessoa.

Por que nos faltam minerais?

Causas alimentares

  • Ingestão de muitas substâncias deletérias à alimentação (doces, gorduras, conservantes, etc) que espoliam o organismo de seus minerais
  • Acelerado empobrecimento do solo pelo seu uso de forma não balanceada, além do uso abusivo de agrotóxicos, poluentes do ar e da água
  • Diminuição na qualidade nutricional de muitos alimentos em virtude do refinamento

Causas orgânicas

  • Stress físico, emocional e mental
  • Sedentarismo ou muita atividade física
  • Genética

Lista de Minerais

 

 

Condutas

Antes de suplementar, é importante organizar condutas que vão favorecer o aporte adequado dos minerais no organismo. Sem elas não será possível estabelecer o equilíbrio orgânico!

As condutas mais importantes realizadas no tratamento da nutrição ortomolecular são:

  • eliminação de toxinas e metais pesados;
  • eliminação de parasitoses;
  • melhoria da função digestiva e intestinal;
  • correção dos erros alimentares (detectar intolerâncias alimentares) e utilização dos nutracêuticos (nutrientes com propriedades terapêuticas na forma de suplementos).

Organismo agredido

Toxinas e metais pesados provocam sérios danos ao nosso corpo

Entendemos que as intoxicações orgânicas são tudo o que altera a homeostasia do meio interno. O nosso organismo poderá estar sofrendo a ação de vários elementos tóxicos desde vermes, bactérias, fungos, vírus até radiações, metais pesados, sedentarismo, má oxigenação, maus hábitos como fumo, álcool, drogas, pouca água, excesso de carboidratos refinados, açúcares, aditivos químicos, corantes, proteínas gordurosas e gorduras saturadas. Todos estes são fatores geradores de toxinas agressivas ao organismo.

Metais pesados ou tóxicos são elementos químicos estranhos ao nosso organismo cuja invasão ao corpo humano provoca danos à nossa saúde, por décadas após sua contaminação! Eles provocam lesões nas membranas celulares que perdem sua função biológica.

Sem a desintoxicação destes metais, torna-se impossível a regularização dos nutrientes orgânicos.

O hábito de pintar os cabelos, cozinhar em panelas de alumínio, consumir alimentos produzidos com agrotóxicos, respirar ar com poluentes de carros, chaminés, e indústrias, nos expõe a contaminantes, que irão diminuir nossa vitalidade e interferir na correta utilização dos nutrientes essenciais. É através deles que nosso corpo fabrica seus hormônios, enzimas, neuroreceptores, colágeno, ossos, pele, etc.

Por isso é que os metais tóxicos possuem reconhecido efeito deletério nos mais diversos tecidos e órgãos do corpo humano.

Lista de Metais tóxicos

  
Desenvolvido por Pág1